quinta-feira, novembro 18, 2010

UM RETRATO

(para JOSÉ RIBEIRO)

I

“Cada coisa
Em cada momento.”

“E se o amor
For premente,
Que só ele
Habite
A minha mente.”

II

“Os livros...
Os livros
Aconteceram
E foram
A minha glória
E desventura.”

“Aconteça
O que acontecer,
Louvarei
Todas as horas
Que lhes dediquei.”

III

“Oh!, pudesse eu
Resolver
Os meus problemas
Com sorrisos
E bonomia…”

“Claramente,
Outro galo
Cantaria!....”



Manuel Barata,
FRAGMENTÁRIA MENTE, Ed. Alecrim, 2009


3 comentários:

Alex disse...

:)

Manuel da Mata disse...

Acha que está bem retratado? É esse o sentido do :)?

Alex disse...

Claro de sim.
Um retrato real.
Beijinho Manuel.